Quem é vivo sempre aparece

26 11 2010

Depois de um tempo, é bem complicado achar assunto interessante para escrever no blog, já que as emoções estão mais rotineiras, mas sei que as pessoas sempre esperam notícias. Então, vamos lá.

Notei que o tempo passa mais rápido depois que fizemos um ano por essas bandas. As mudanças climáticas já não são esperadas com tanta ansiedade, pois sabemos muito bem o que vem com cada estação. As novidades estressam, acreditem rsrsrs
E como agora sabemos como funciona, é bem mais fácil aproveitar o melhor das estações.

Com a proximidade do inverno, as pessoas trabalham mais. Pelo menos no meu trabalho é assim. Todo mundo se esforça para correr com as coisas para poder aproveitar o verão. Nada mais justo, não é?
E como o inverno está batendo à nossa porta, os dias estão escurecendo bem mais cedo. Às 16 :30 já é noite e isso não deixa de provocar mudanças no nosso organismo mesmo deixando de ser novidade. A gente se sente mais cansado, quer ir dormir logo e demora um pouco para que tudo se encaixe. O outono é uma estação escura e cinzenta. A neve pelo menos traz luz ao dia, fica mais fácil de encarar.

Apesar de estarmos aqui há um ano e 4 meses, ainda tenho dificuldade para conseguir crédito nos bancos e lojas. Pedi um dia desses um cartão no Desjardins e foi negado. Frustrante. Um casal amigo um dia desses tentou comprar um carro praticamente à vista e tentou financiar apenas mil dólares e o banco rejeitou, dizendo que não havia garantias de que o empréstimo seria pago. No caso deles, eles ainda são estudantes… Mas mesmo assim, a sensação é frustrante.

Quando se fala de frustrações, é uma das coisas que mais se acumula numa imigração e não se pode subestimar o impacto disso na sua vida. Porém, cada um sabe onde seu calo dói e todas as experiências são muito pessoais. Com relação à isso, só podemos te dizer para não acreditar nas promessas de paraíso que o governo do Canadá vende. Venha preparado para enfrentar dificuldades e para dar com a cara na porta muitas vezes. Tenha o pé no chão, porque não há paraíso com vida fácil para ninguém… Pé no chão, minha gente, pé no chão…

No mais, vamos caminhando para mais um fim de ano.

Anúncios