Despedidas, nossa primeira foto no blog e farmácia pessoal

30 06 2009

Essa foi uma semana cheia de despedidas com os amigos. Ao mesmo tempo em que estamos muito felizes, dá um nó na garganta enorme saber que demoraremos um tempo para rever as pessoas. Foi a escolha que fizemos, mas não é fácil.

Segue finalmente uma foto nossa:

nois

***

As malas estão quase prontas, falta agora completar a mala que abriremos nos EUA.

***

Sobre a mini farmácia que estamos levando

Fomos a todos os médicos possíveis para fazer checkups e, de posse de todas as receitas, compramos aqueles remédios que estamos acostumados a usar ou que poderíamos precisar numa emergência. São eles (só vou citar os tipos, porque isso é muito pessoal):

– Antiinflamatório
– Remédio para gripe
– Relaxante muscular
– Pílula anticoncepcional para um ano
– Creme dermatológico (para continuar tratamento de pele)
– Remédio para enjoo
– Remédio para estômago (eu e Lucas temos gastrite)
– Remédio para enxaqueca
– Antiácido
– Antialérgico
– Remédio para asma (estamos levando inclusive o próprio nebulizador)
– Alicate de unha

Apesar de ter uma garganta extremamente sensível à mudanças climáticas, resolvi não levar o antibiótico, porque se aparecer dor de garganta, febre alta e dor no corpo, eu vou correr para o hospital, pois pode ser a tal da gripe suína.

É, acho que são esses. São muitos remédios e se vale uma recomendação, separe um bom dinheiro para fazer essa aquisição, porque nos surpreendemos com o valor final. Pesquise bastante também, pois há muita diferença entre as farmácias. Separamos os remédios em bolsinhas e cada bolsa possui as respectivas receitas.

Até breve!

Anúncios




Contratação de seguro viagem e notícias

26 06 2009

Fizemos a contratação do plano Rubi do seguro viagem GTA. Escolhemos o GTA porque é bem recomendado e o custo x benefício também é bom.

Durante os 3 primeiros meses como imigrante, não somos cobertos pelo sistema de saúde gratuito do Québec, por isso a necessidade de se contratar um seguro viagem.

****

Vendemos as últimas coisas e agora estamos inclusive sem computador, por isso a falta de notícias. As últimas semanas no Brasil são muito corridas, pois há muitas providências a serem tomadas e às vezes subestimamos o tempo que cada uma das tarefas levam para serem cumpridas. Sugiro pedir demissão com no mínimo 20 dias antes da viagem pra conseguir resolver todos as pendências.

Já fechamos algumas contas em banco, fizemos procurações pros nossos familiares resolverem os possíveis pepinos por nós, compramos os remédios da nossa farmacinha (mais detalhes depois), as malas estão quase prontas e devidamente pesadas com uma balança específica para malas (claro, ainda faltam as últimas coisas que estamos usando), vendemos nosso carro (UFA!) e estamos acertando os últimos detalhes do apartamento que deixaremos fechado por 6 meses (segurança mesmo). Estamos acampados na casa dos pais.

Quanto às bagagens, seguimos tanto a recomendação de levar o mínimo possível que as malas já estão cabendo coisas que íamos despachar por caixas. Claro que não vai dar pra levar tudo em apenas 4 malas, mas vamos levar bastante coisa.

E assim vamos acertando os detalhes finais. Semana que vem já viajamos e corremos bastante com os detalhes pra poder conseguir descansar um pouco na semana da viagem e também curtir os familiares e amigos um pouco.

Assim que pudermos, daremos notícias.





Preparação das malas

19 06 2009

Creio que essa é uma das tarefas mais difíceis e mais gostosas ao mesmo tempo. Difícil porque é um verdadeiro dilema resolver o que vai ou o que fica, mas também é gostosa porque é fazendo as malas que nos enchemos de esperança e vemos que chegou o momento tão esperado: colocar em prática todas as pesquisas, toda a língua aprendida (e nunca é demais), todo o suor gasto.

Desde que o processo foi iniciado, suspendemos muitos planos pro futuro, muitos projetos. Tudo fica pra “lá no Canadá”. Então, quanto mais nos aproximamos da data da viagem, maior a expectativa de viver o que vem pela frente, com todos os encantamentos e dificuldades que certamente virão.

Não nos iludimos achando que a vida no Canadá só é de flores e alegrias, pelo contrário, sabemos que a vida será dura, difícil e cheia de sacrifícios, mas a animação é grande para viver na própria pele o que estamos pesquisando há tempos.

Quando perguntei pras pessoas o que levar na mala, todas disseram uma coisa em comum: traga o mínimo possível e é nisso que estamos focando ao montar as bagagens. Já nos desfizemos de muitas roupas e de muitos objetos, mas existem aquelas coisas que são mais queridas, não tem jeito.

A bagagem é um item muito pessoal e cada um sabe o que é mais importante para si mesmo, mas em resumo, estamos priorizando em:

– Roupas para o verão (porque chegaremos no calor e roupa de inverno não vale a pena comprar no Brasil)
– Poucos sapatos
– Remédios (de primeira necessidade que estamos acostumados e de uso contínuo) com suas respectivas receitas.
– Relatórios médicos contendo diagnósticos importantes e explicando o motivo dos remédios acima. No meu caso, preciso saber explicar minha cirurgia do joelho e tratamento envolvido e no caso do Lucas o tratamento para enxaqueca.
– Fotografias
– Documentos (todos eles. Esses vão nas mãos)
– Bijuterias queridas
– Havaianas (pra usar nem que seja em casa kkk)
– Sutiãs e calcinhas (atenção, mulherada, este item foi muito lembrado inclusive por homens, então, melhor levar nossos queridos modelos de lingerie brasileira)
– Um teclado de computador ABNT pra matar saudade do nosso padrão kkk
– Backups de fotos digitais e músicas (esse itens estão indo num HD externo mesmo)
– Todo o prontuário das gatas, contendo as doenças que elas tiveram desde que nasceram. (não temos filhos humanos, então, não estranhe esse item kkk)
– Coisinhas miúdas e queridas que não vendo, não dou e não jogo fora de jeito nenhum.

Ainda há mais itens dentro das malas, mas é impossível lembrar de tudo sem abri-las. E como nós vamos fazer uma parada nos EUA, vamos colocar numa mala apenas as roupas que usaremos por lá para não mexer nas outras malas.

Ah sim, dica importante para quem viaja seja imigrando ou não, nunca deixe todos os tipos de itens juntos em uma só mala, procure espalhar e dividir os itens, pois se a mala extraviar, o prejuízo não será total.





Compra de travelers checks e abertura de conta

16 06 2009

Depois de pensarmos bastante, resolvemos comprar parte do dinheiro que levaremos em TCs. São bastante seguros e lá podemos trocar por espécie, se for o caso. Compramos pelo Banco Cotação mesmo, mas dizem que o Itaú tem a melhor cotação para quem é correntista.

Também conseguimos abrir nossa conta no HSBC de Quebéc. Apesar de só ter uma agência na cidade, achamos legal aproveitar nossa conta no HSBC do Brasil para abrir a conta canadense. É bem capaz que já chegemos com o cartão de crédito aprovado, mas ainda não obtivemos resposta. Assim que tudo estiver certo, faremos as transferências entre bancos. Ainda não sei dar detalhes da conta, até porque precisamos tirar as dúvidas na nossa agência.

Gente, são muitos detalhes rs rs. E quanto mais cedo resolver as coisas, melhor ainda.

Em breve, mais informações sobre a viagem das gatas.





São muitas emoções… e estamos só no começo…

5 06 2009

Agora que chegamos na reta final da mudança e no início de fato da vida de imigrante, momento inclusive em que as datas das demissões são conhecidas, vai dando um frio enorme na barriga… Me pego pensando mil vezes se é isso mesmo que quero, se vale a pena ir tão longe da zona de conforto que sempre tive… Nossa, são muitos sentimentos conflitantes dentro da gente. Ao mesmo tempo em que há a certeza a decisão, há a insegurança e o medo de deixar tanta coisa pra trás. Olha, não é fácil.

Quando estava apenas estudando sobre a imigração, já ficava receosa com esse sentimento e agora que o vivo na pele, é realmente muito estranho. Vc fica sensível, nervoso, apreensivo, ansioso, feliz, triste, tudo ao mesmo tempo. É realmente um turbilhão de emoções. Quando me perguntam quando vão as coisas e a correria, apenas respondo que são muitas emoções. E são mesmo.

Acredito que a sensação seja normal e que todo imigrante passa pela mesma situação, pelo mesmo questionamento, mas a vontade de seguir em frente é maior e somente por isso é que prosseguimos.

Por mais que nos preparemos, viver tudo na prática não é fácil.

A contagem regressiva para a saída do Brasil está nos 29 dias e ainda há muita emoção pela frente rs.

E vamos que vamos.