Descobrindo os termos técnicos da sua área

30 09 2008
Se você decidiu imigrar e nunca vivenciou o francês na prática (como eu), deve ficar esperto também com os termos técnicos da sua área, afinal de contas, é necessário aprender certas coisas de novo. Não tenha vergonha de admitir que não sabe e corra atrás, acredito que isso deva fazer a maior diferença numa entrevista, por exemplo. Se eu nem sei falar o que eu sei fazer, quem vai me contratar?

Procurando um dicionário técnico para comprar, encontrei esse site e por enquanto estou gostando. Tem bastantes expressões utilizadas no dia-a-dia de um analista de sistemas. Também tem o dicionário de negócios e médico. Não tem todas as expressões, mas já é um começo.

Visite: Reverso Dictionary

Ah sim, antes que eu me esqueça, o dicionário é inglês-francês e francês-inglês. Infelizmente, o mundo não é perfeito 😉

Anúncios




Mais um encontro de imigrantes

29 09 2008
Não é fácil esperar meses por notícias sobre o andamento do processo… Se nós já ficamos apreensivos e ansiosos nestes 3 meses de espera, imagine quem está na jornada há mais de ano, não é verdade? Vários amigos receberam a convocação da entrevista na semana passada, ficaríamos super felizes se já recebêssemos também ainda esse ano, mesmo que a entrevista só fosse ano que vem, mas enfim, querer nem sempre é poder. Parabéns para quem já recebeu! Agora é se preparar, né?

Participamos de mais um encontro de imigrantes esse fim de semana e foi ótimo como da última vez. Andávamos meio desanimados com o processo e os estudos, mas estar entre as pessoas com o mesmo objetivo que o nosso nos deu um gás renovado. Acho que é muito importante participar desses encontros e compartilhar esses sentimentos. E fazer amigos nunca é demais 😉





PODCASTS

26 09 2008
Recentemente, encontrei uma forma legal de estudar francês. Já conhecia o sistema, mas foi a primeira vez que tive a curiosidade de procurar POSCASTS em francês para estudar e vou deixar aqui algumas dicas:

DAILY FRENCH POD

Entre todos que encontrei esse foi o que achei melhor. O áudio é gratuito, mas para ter acesso às transcrições das aulas, gramática, exercícios, etc., é necessário pagar. Fiz a inscrição para 30 dias (+ 7 dias grátis) pagando $ 18,00. O pagamento pode ser feito por cartão de crédito ou utilizando o sistema PayPal.
A avaliação, pelo menos por enquanto, é bem positiva. Agora, passo o dia escutando PODCASTS e a rádio CKOI http://www.ckoi.com/webteles/audio.php#main (que também indico para ir acostumando com o sotaque “quebecois”).

LEARN FRENCH

O sistema é o mesmo. A diferença está no preço. Enquanto no DAILY FRENCH você paga $ 18,00 por mês e pode baixar todas as transcrições durante esse período (pelo menos já fiz mais 200 e não tive problema), no LEARN FRENCH você paga $ 25,00 e só tem direito a baixar, por exemplo, a transcrição de 25 aulas, pois cada dólar é um crédito e cada crédito vai te dar direito a baixar uma aula (transcrição).

PODCAST FRANCAIS FACILE

Bem interessante também, principalmente por ser de graça (mas você pode fazer doações se quiser para ajudar o trabalho). Não tem tanto conteúdo em comparação com os outros dois anteriores que apresentei, mas já ajuda também.

Um grande abraço!

L. S.





Característica da saúde dos imigrantes em Quebec: comparação com os canadenses de nascença

15 09 2008

Encontrei uma pesquisa realizada pelo Instituto de Estatística do Quebec, que compara a saúde do imigrante com a saúde do canadense de nascença. Achei interessante e vou postar aqui no blog apenas um resumo da conclusão da pesquisa, pois é bem extensa. Quem tiver interesse pode encontra a pesquisa completa clicando AQUI.

Conclusão:

O imigrante recente utiliza menos os serviços de saúde em comparação com os imigrantes mais antigos e os canadenses de nascença. Isso pode está ligado ao fato que a os imigrantes têm uma saúde melhor, mas também a certo desconhecimento dos serviços de saúde. Esses resultados revelam a existência de um desafio importante, o de dar acesso aos serviços de saúde aos novos imigrantes.

 

Os imigrantes do Quebec (recém-chegados e os mais antigos) têm melhores hábitos de vida do que os canadenses de nascença, no que diz respeito ao consumo de álcool e tabaco, mas não em relação a atividades físicas. Contudo, em matéria de consumo de álcool e tabaco, os imigrantes mais antigos tendem a se distinguir dos imigrantes recentes, convergindo em direção aos canadenses de nascença.

 

Esses resultados são um reflexo de uma contribuição positiva dos novos imigrantes ao retrato da saúde da população do Quebec. É preciso encontrar os meios para tirar partido dos aspectos positivos que eles possuem a fim de conservar essas vantagens. Por outro lado, mostra-se importante promover ainda mais, com a população de imigrantes, a importância da atividade física e de manter um estilo de vida saudável.

 

Assim, para explicar o fato que os imigrantes recentes têm relativamente uma saúde melhor do que os canadenses de nascença, podemos citar o mecanismo de seleção de imigrantes. Esses últimos, com exceção dos refugiados, devem cumprir certas exigências em relação ao estado de saúde no momento do processo de seleção, conforme as disposições da Lei sobre imigração…

 

No entanto, não podemos descartar completamente a possibilidade de existência de um viés cultural, que, associado ao viés de oportunidade social inerente as pesquisas populacionais, podem ter influenciado as declarações dos respondentes e mais particularmente as respostas dos imigrantes, incluindo o que concerne os hábitos de vidas e doenças crônicas.

 

Um limite dessa análise vem do fato dos dados não permitirem distinguir os imigrantes em relação ao seu país de nascença… As características de saúde podem varia segundo a origem do imigrante… A diversidade cultural pode levar a concepções diferentes de saúde e influenciar a utilização dos serviços de saúde.

 

 

Pessoal, por hoje é só.

 

Um abraço e até a próxima.

 

L.S.