Característica da saúde dos imigrantes em Quebec: comparação com os canadenses de nascença

15 09 2008

Encontrei uma pesquisa realizada pelo Instituto de Estatística do Quebec, que compara a saúde do imigrante com a saúde do canadense de nascença. Achei interessante e vou postar aqui no blog apenas um resumo da conclusão da pesquisa, pois é bem extensa. Quem tiver interesse pode encontra a pesquisa completa clicando AQUI.

Conclusão:

O imigrante recente utiliza menos os serviços de saúde em comparação com os imigrantes mais antigos e os canadenses de nascença. Isso pode está ligado ao fato que a os imigrantes têm uma saúde melhor, mas também a certo desconhecimento dos serviços de saúde. Esses resultados revelam a existência de um desafio importante, o de dar acesso aos serviços de saúde aos novos imigrantes.

 

Os imigrantes do Quebec (recém-chegados e os mais antigos) têm melhores hábitos de vida do que os canadenses de nascença, no que diz respeito ao consumo de álcool e tabaco, mas não em relação a atividades físicas. Contudo, em matéria de consumo de álcool e tabaco, os imigrantes mais antigos tendem a se distinguir dos imigrantes recentes, convergindo em direção aos canadenses de nascença.

 

Esses resultados são um reflexo de uma contribuição positiva dos novos imigrantes ao retrato da saúde da população do Quebec. É preciso encontrar os meios para tirar partido dos aspectos positivos que eles possuem a fim de conservar essas vantagens. Por outro lado, mostra-se importante promover ainda mais, com a população de imigrantes, a importância da atividade física e de manter um estilo de vida saudável.

 

Assim, para explicar o fato que os imigrantes recentes têm relativamente uma saúde melhor do que os canadenses de nascença, podemos citar o mecanismo de seleção de imigrantes. Esses últimos, com exceção dos refugiados, devem cumprir certas exigências em relação ao estado de saúde no momento do processo de seleção, conforme as disposições da Lei sobre imigração…

 

No entanto, não podemos descartar completamente a possibilidade de existência de um viés cultural, que, associado ao viés de oportunidade social inerente as pesquisas populacionais, podem ter influenciado as declarações dos respondentes e mais particularmente as respostas dos imigrantes, incluindo o que concerne os hábitos de vidas e doenças crônicas.

 

Um limite dessa análise vem do fato dos dados não permitirem distinguir os imigrantes em relação ao seu país de nascença… As características de saúde podem varia segundo a origem do imigrante… A diversidade cultural pode levar a concepções diferentes de saúde e influenciar a utilização dos serviços de saúde.

 

 

Pessoal, por hoje é só.

 

Um abraço e até a próxima.

 

L.S.

 

 

Anúncios

Ações

Information

2 responses

16 11 2008
cenira

muito enteresante mt bom essa pesquisa,mostra como q é a saúde de outras pessoas……..

16 11 2008
cenira

mt bom enteresante demais bjs a pesquisa ta mt boa……………..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: